ÉVORAFIP

Artigos

Engenharia e Comunicação

Já foi ao Google hoje?

 
Pexels.com

Pexels.com

 

Provavelmente, a resposta será sim. Nos dias de hoje, não passamos sem a Internet, muito menos sem o Google, “o” motor de busca em Portugal, que virou até um verbo. Afinal, quem nunca disse “googla aí o tempo para amanhã”?

Além disso, é importante referir que o número médio de pesquisas feitas no Google por dia ronda os 3,5 mil milhões. O que fazer quando quero obter informações específicas, ou saber mais sobre uma empresa, ou uma pessoa? Vou ao Google. E parece que as empresas se esquecem disto.

Se vou ao Google e não encontro nada sobre determinada entidade, então provavelmente é porque não existe! Certo? ... E daí, talvez não. Muitas pequenas e médias empresas existem, mas não têm presença online. E é aqui que se começam a perder potenciais clientes.

Hoje em dia, fala-se muito de marketing. Mas será que as empresas compreendem mesmo o que significa este conceito? Em primeiro lugar, foca-se no consumidor. Pois é este consumidor que determina as perceções que se têm sobre a empresa/pessoa/marca, e é para ele que comunicamos. Então por que razão se descuida esta relação de comunicação com o consumidor/cliente?

A noção de reputação é essencial quando se falam nestas questões. Neste caso, a reputação é a nossa imagem digital, e é importante fazer uma boa gestão das perceções que as pessoas vão construir sobre o que estamos a divulgar. Esta gestão passa pela promoção de conteúdos positivos e pela desvalorização dos conteúdos negativos, tentando encontrar um local cimeiro nos rankings de pesquisa do Google. E a isto se chama SEO (Search Engine Optimization).

Em conclusão, cuide da relação que mantém com os consumidores, através de uma boa gestão de conteúdos online que irão definir a sua reputação no motor de busca.